quarta-feira, 31 de agosto de 2011

E tem como não babar?

Não há nada mais fascinanate do que ver o Lucas se desenvolver, aprender e adquirir novas habilidades. Agora além de viver distribuindo sorrisos meu filhote tb está super falante!

Branquelinho lindo da mamãe!

video

segunda-feira, 22 de agosto de 2011

50 dias de amor incondicional

Hj meu Lucas completa 50 dias, e por mais redundante que possa parecer passou, ou melhor está passando rápido demais! Lucas já não é mais aquele bebezinho recém-nascido que só mama e dorme. Apesar de dormir bastante ainda, ele já evoluiu tanto, aprendeu tanta coisa nova... Lucas já sorri, e que sorriso mais gostoso tem meu filho, um sorriso de encher os olhos de alegria; basta brincar um pouquinho com ele que logo o sorriso aparece. Ele também já mama de olhos abertos, e faltam palavras pra descrever o quanto isso é emocionante. Na semana passada enquanto mamava além de me olhar nos olhos ele sorriu o tempo todo, e claro que a mamãe aqui chorou de emoção! Outra coisa é que agora ele já me reconhece e demostra claramente a preferência pelo colinho da mamãe, papai inclusive tem ficado um pouco tristinho com isso; mas tb entende que Lucas fica comigo o dia todo, mama em meu seio, fica no meu colo, ganha muito chamego, escuta o som da minha voz o tempo todo, natural a preferência; e mamãe aqui adora!

Lucas começou a emitir seus primeiros son, agora são muitos aus, agus e agas ao longo do dia. Tb descobriu a grande caixa mágica, vulgo televisão, e a Galinha Pintadinha! Pois é, apesar de apenas 50 dias meu filhote adora ver o dvd que é cheio de cores e com músicas do folclore brasileiro, principalmente qdo mamãe fica cantando junto com ele ;o)

Ocorreu tb a primeira grande separação, já que faz uma semana que Lucas tem dormido no berço em seu próprio quarto. Ele está se adaptando muito bem e por mim e pelo Gui ele ainda dormiria mais um tempo  em nosso quarto, mas como ele dormia no carrinho foi ficando meio desconfortável pra ele. Na primeira noite ele estranhou um pouco e acordou mais do que ao habitual, mas agora ele já entrou no ritmo e acorda apenas 2 vezes por noite, sendo que chegou a dormir uma noite toda já! Mamãe é que levanta umas 8 vezes pra saber se está tudo bem com o pequeno.

Obviamente, como como mãe de primeira viagem, conselhos "bem intensionados" foi o que não faltou! Realmente, todo mundo tem uma dica pra te dar, mesmo pessoas que não tem filhos! E os conselhos sempre se repetem, ditos das mais diversas maneiras e por diferentes pessoas. Impressionante, não?!
Sendo assim, já ouvimos:
- mas esse menino soluça demais, deve estar com frio (mesmo qdo o sol raiava forte do lado de fora, fazendo uns 32 graus),
- segura direito esse menino, olha as costas dele, vai virar (ALOUU, o filho é meu, pode ter certeza de que sou a pessoas mais cuidadosa do mundo com ele!)
- não coloca ele pra dormir na sua cama, depois ele não sai mais, além disso vai que de noite vc role pra cima dele (rolar pra cima de meu filho?! fala sério! Das poucas vezes em que ele dormiu na nossa cama, podem ter certeza de que só ele dormiu de verdade, hehehe. E medo dele não sair mais da minha cama é zero, só não fazemos cama comprtilhada pq falta espaço mesmo)
- vai acostumar mal esse menino de tanto que pega ele no colo, tá criando um monstrinho (dou colo e dou muito mesmo, afinal logo ele cresce e não vai mais querer colo de mãe, além disso não tenho coragem de deixar ele chorando no berço pra acostumar, tudo tem seu tempo e se o colo acalma é pq ele precisa desse contato, afinal ficou nove meses ligado em mim!)
E por aí vai...

Tb recebemos vários elogios, os quais aceitamos alegremente, pois mergulhamos de cabeça nessa tal de maternidade/paternidade, e modestia à parte estamos sim nos saindo muito bem, cuidando do nosso filhote do nosso jeito, seguindo nosso instinto e coração.

Fácil não é, muito pelo contrário é um desafio diário, além de cansativo. E agora que sou mãe tenho certeza que maternidade não é para todos, pois vc precisa se doar integralmente e precisa estar emocionalmente preparada pra isso. Mas com certeza, cada noite mal dormida, cada estria nova, cada lagrima que vc derramou por não saber o que fazer enquanto seu filho chorava estridantemente, vale a pena. Não tem como não olhar para aquele pinguinho de gente e não ver seu próprio coração fora do corpo. É amor demais!

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Será que é medo do choro?



Lucas nasceu há exatos 39 dias e com certeza virou meu mundo! E é engraçado ver como as pessoas, principalmente seus amigos, reagem ao fato de que agora eu e Gui somos pai e mãe.

Assim que ele nasceu recebemos centenas de mensagens via FB e celular, ligações e algumas visitas nos primeiros dias. No hospital vimos basicamente a família e apenas 2 casais de amigos. Qdo chegamos em casa continuamos recebendo a família ao longo desses quase 40 dias do Lucas, ele inclusive fez sua primeira viagem no ultimo fim de semana para conhecer a parte Cruzeirense da família; mas amigos mesmo só mais um casal amigos do Gui, dois amigos em comum e duas amigas em Cruzeiro.

Com relação à Czr, três outras amigas avisaram que estariam fora da cidade, mas uma delas disse que aparecia no domingo, mas não veio... Outras duas já tem filhas e ambas as meninas estavam doentes no final de semana, o que impossibilitou a visita. Sei que em Czr é tudo meio corrido e nem sempre é possível ver todos, mas de verdade gostaria que algumas delas tivessem se esforçado um pouco mais pra nos ver, mas tudo bem, haverão outras oportunidades.

Com relação aos amigos de Campinas é td bem mais fácil, afinal estamos na mesma cidade, eu sempre em casa... Daí hj resolvi mandar um lembretezinho dizendo que elas ainda não haviam vindo conhecer meu pitoquinho, e então uma amiga de Sorocaba que tb tem uma neném, fez um comentário de que os amigos não aparecem  pq tem medo de choro. Será?

Bem, analisando à mim mesma antes de ser mãe, acho que é isso sim, medo do choro. Mas medo do choro no sentido de atrapalhar, de estar incomodando, de ficar sem saber o que fazer ou falar qdo o bb chora. Pois bem amigos saibam de uma "novidade", todo neném chora! E chora por qq coisa, afinal é através do choro que ele se comunica. Sendo assim chora pq tem fome, pq tem sede, pq tem cólica, pq tem gases, pq quer fazer cocô, pq tá sujo, pq tá com calor, pq tá com frio, pq quer carinho, ou simplesmente pq está entediado. Em resumo neném chora por tudo!

Então amigos não tenham medo de visitar seus amigos papais recentes, pois dificilmente vcs escaparão do choro do bb. E podem ter certeza tb de que se vcs realmente estiverem incomodando nós falaremos, afinal ser sempre franca e sincera com as pessoas é algo que vem com a maternidade/paternidade, pois agora nosso filho vem sempre em primeiros lugar!

Bjos e estamos aguardando as visitas

Papai, mamãe e Lucas ;o)

quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Um mês de Lucas, papai e mamãe

Passou rápido, ou melhor passou voando, e meu pequeno está completando um mês hoje!

Nesse um mês minha vida mudou completamente, afinal agora sou mãe, tenho um filhotinho lindo que depende de mim e que eu amo mais do que tudo. Pode parecer clichê mas só mesmo tendo um filho pra saber o que é amor de verdade. E não me refiro só ao meu amor pelo meu filho, mas ao meu amor pelo pai do meu filho. Afinal nada pode despertar amor maior que ver o homem da sua vida se derretendo de amores pelo filhote, trocando fralda, colocando pra ninar com toda paciencia do mundo, e cuidando e muito de vc a mais nova mamãe do pedaço ;o)

Os primeiros dias não foram fáceis. Eu ainda cheia de dor por causa da cesária, praticamente imóvel na cama do hospital tendo que vencer meus medos em relação a dor, e ao que me esperava do lado de fora do hospital: se eu ia dar conta, se ia ser uma boa mãe, enfim, mil coisas na cabeça...

Fomos pra casa depois de 3 dias, e já no caminho o primeiro desafio: acertar o bebe conforto! Lucas odiou e menos de 5min depois de estar nele abriu um berreiro tão forte que eu achei que o menino fosse perder o ar! DESESPERADOR! Paramos o carro por duas vezes no caminho para eu amamentar e ele se acalmar um pouco. Na segunda parada acertamos a cadeirinha tb, que estava inclinada demais para o pequeno, e então conseguimos chegar em casa. Minha mãe veio e ficou 10 dias  aqui conosco. Foi muito bom tê-la por perto, ela ajudou muito mas sem se meter demais sabe, sem achar que pq era mãe sabia muito mais e tinha resposta pra tudo; ou seja, foi muito muito bom ela ter vindo. E claro que ela adorou poder corujar o neto, hehehe

Foi otimo estar em casa, mas claro que nem tudo foram flores... Primeiro que meu leite ainda não havia descido qdo saí do hospital e assim nossa primeira noite foi de total desespero e olhos bem abertos, pois Lucas começou a ficar faminto, já que só o colostro não era mais suficiente pois sua reserva de gordura estava acabando. Passamos a noite acordados, com o pequeno berrando de fome! Eu tentanva o peito de todas as formas, mas como não vinha leite ele se desesperava e chorava com mais força ainda. Claro que do outro lado eu chorava tb, afinal ver seu filho chorar e não poder fazer nada é horrível! Lá pelas 5 da manhã ele dormiu de exaustão e nós tb. Qdo foi uma 8 ligamos para a neonato que nos orientou sobre o que fazer. Ela me receitou dois remédios para judar com a descida do leite e pediu para nós darmos uma dose de complemento pra ele até o leite descer, o que deveria acontecer a qq momento. Dar o complementou pro Lucas foi algo horrível pra mim, chorei o tempo todo em que o Gui fazia isso com o conta gotas, nem mesmo consegui ver a cena. Isso pq todas as minhas frustações com relação ao parto vieram a tona e se somaram a frustação de não conseguir amamentar meu filho... Me senti a pior mãe do mundo imaginado que não era capaz de amaentar meu filho, embora o leite só desça mesmo depois de alguns dias e quase todos os casais passam por essa fatídica noite da descida do leite! Mas naquela mesma tarde o leite desceu, e só eu sei o alívio que senti. Foi uma felicidade tão gde saber que de amamanetar eu não seria privada, que o complemtno iria estragar na prateleira ;o) Enfim, com excessão desse fatídico dia e dos 40mL de complemento, Lucas está completando hj 1 mês de amamentação exclusiva e sob livre demanda!

Com o passar dos dias as coisas foram se encaixando e ficando mais fáceis. Claro que Lucas ajudou, pois ele é um bb super calminho e sereno e que sempre dormiu a noite toda praticamente; ele acorda apenas 2 vezes na madrugada! Gui continuou se mostrando um super pai e super marido tb. Cuidou muito de mim até eu me recuperar da cesária, colocando até o celular pra despertar pra me dar os remédios pra dor na hora certa. Durante suas 3 semanas de licença paternidade e férias ele fez as trocas das fraldas e dos arrotos seu momento pai e filho. Hj já nos revesamos nessas tarefas, e eu assumi as trocas e arrotos da madrugada, mas o banho ainda continua sendo dado pelo super pai exclusivamente ;o)

Minha primeira semana sozinha com o Lucas foi bem tranquila, muito mais do que eu imaginava. Meu filhote é um fofo e foi e tem sido super bonzinho com a mamãe. Continua dormindo bem durante a tarde, chorando só mesmo pra mamar, vez ou outra que fica um pouquinho mais manhoso e só quer colo; mas mamãe aqui adora mimar o filhote. Ah, foi durante essa semana que eu finalmente consegui slingar meu filhote! Ainda estou aprimorando, mas ele gosta muito qdo eu consigo encaixá-lo diretinho, fica todo relaxado e curtindo o colinho.



Lucas foi uma verdadeira transformação em nossas vidas e cada coisinha que ele faz nos deixa babando, cada descoberta, cada mudança em sua fisionomia, cada coisa que ele aprende, cada nova etapa desenvolvida. Lucas com certeza é a alegria da casa e a luz de nossas vidas.